Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Especialista em gestão prevê recuperação do Tupi somente em médio ou longo prazo!
08/10/2021 17:00 em Novidades

  Na primeira comunicação aos sócios e torcedores do Tupi, o novo presidente do clube, Eloísio Siqueira, o Tiquinho, ressaltou a tentativa de mudar o Carijó de dentro para fora. Uma das propostas, segundo a carta divulgada logo após a posse depois da licença de José Luís Mauler Júnior, o Juninho, dizia que a expectativa é implementar um modelo de governança que contemple medidas de complaince. Mas o que isso quer dizer?

  A Nas Ondas do Toque foi atrás para traduzir e ouviu o especialista. Professor adjunto da Universidade Federal de Juiz de Fora e doutor em gestão do esporte, Heglison Toledo  (foto de arquivo), leu a carta de Tiquinho, acredita que algo tem que ser feito antes da implementação dessas medidas. Para ele, antes de tudo, é preciso auditar o Tupi.

  Toledo não ficou só na teoria. Conhecedor da realidade do futebol brasileiro, mineiro e juiz-forano, o especialista exemplificou como seria o processo de compliance na prática.

 

  Para o especialista em gestão esportiva, o mais importante, conhecendo o cenário do Tupi, neste momento, é uma auditoria inicial. Sem ela, como reforça Toledo, uma recuperação do clube se torna inviável. E mesmo com a implementação dos passos rumo à uma volta triunfante do Carijó, a tendência é que isto ocorra a médio e longo prazos.

  Sabendo que o prazo pode ser mais elástico, Toledo destaca a importância da instituição Tupi para que as ações sejam tomadas. Segundo o professor, são muitos elementos e o caminho é longo até uma recuperação sólida do Carijó. Mas, como todo percurso, ele começa no primeiro passo.

  Além da comunicação oficial dirigida aos sócios e torcedores, Tiquinho também já iniciou seus atos como novo presidente do Tupi. Desligou funcionários do departamento de futebol, que só terá atividades profissionais em 2022.

  Além disso, iniciou conversas com sócios para formar uma espécie de conselho gestor que o auxiliará na implantação das medidas pretendidas. Resta saber se os 88 dias que o atual mandatário carijó ficará no cargo, a princípio, serão suficientes para iniciar o processo de reconstrução do clube.  

Texto: Wallace Mattos

Foto: Toque de Bola

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!